Arquivo | 3º CFPcom RSS feed for this section

Informativo n°3 da CPP do CFPcom

6 set

Tivemos a segunda reunião nacional de construção do CFP dia 05 de setembro.

Tiramos que a grade deve ser discutida em cada regional e que estas tragam propostas para a próxima reunião, dia 13/09, quinta-feira.

A grade está disponível em http://bit.ly/NoQYIO e a relatoria da reunião em http://bit.ly/OHEEAz

Lembrando que TODOS OS ESTADOS precisam passar para a CPP um indicativo de quantas pessoas (não precisa saber quem, e sim quantas) devem vir de seu estado para o CFPCom.

Informativo nº 02 da CPP do CFPCom 2012 SP

18 ago

A Comissão Político-Pedagógica do III Curso de Formação Política de Comunicação Social São Paulo teve sua segunda reunião de organização do curso na sexta-feira, 17 de agosto, para discussão e finalização do Projeto Político.

O projeto está disponível no link abaixo, para consulta:

https://docs.google.com/file/d/1QwgMbsnSE8dOmgxEhKcP9Fa_kI4ehHERlR8zgQZnTn2o7P-smb1wfRumMOw0/edit

A grade ainda está em discussão para que todos os temas necessários estejam contemplados. Em breve divulgaremos a proposta da CPP.

Para começarmos as discussões do projeto político, convocamos a primeira reunião nacional do CFPCom para o dia 26 de agosto de 2012, domingo, às 20h. Divulgaremos o grupo do MSN que utilizaremos na hora, uma vez que não podemos prever qual estará funcionando.

Informativo nº 01 da CPP do CFPCom 2012 SP

11 ago

A Comissão Político-Pedagógica do III Curso de Formação Política de Comunicação Social se reuniu na sexta-feira, 10/8, para sua primeira reunião de discussão do projeto político e da grade do curso, que contou com a presença de membros da Construção Coletiva, grupo do curso de Direito na PUC-SP que sediou o CFP da Federação Nacional dos Estudantes de Direito, em janeiro.

O CFPCom tem indicativo de data para 10 a 15 de outubro, na Fábrica Ocupada Flaskô, em Sumaré, interior de São Paulo. A CPP está em contato com os membros da Flaskô para a próxima reunião conjunta do conselho de fábrica, que deve acontecer nos próximos dias, e onde se encaminha ou delibera as ações da Flaskô.

Por entendermos que o CFP deve ser construído coletivamente, as reuniões nacionais serão chamadas em breve, e, para evitar que tod@s nos desgastemos em muitas reuniões online, a CPP está agilizando alguns corres antes da primeira reunião, como, por exemplo, alterando e atualizando o projeto político e a grade a partir dos objetivos propostos antes de jogá-los nos grupos e listas.

O que é o CFPCom?

10 ago

O CFPCom é o Curso de Formação Política em Comunicação realizado pela Enecos (Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social).  O curso tem se consolidado como uma importante política da executiva nos últimos anos, teve sua 1ª edição em Sergipe (2009), a 2ª no Paraná (2011) e esse ano o curso será oferecido em São Paulo,  na fábrica ocupada pelos trabalhadores da Flaskô,  localizada no Município de Sumaré (próx. a Campinas) distando cerca de 50 minutos da capital, entre os dias 10 e 15 de outubro.

Cartaz do 3º CFPCom: "A mídia manipula politicamente as informações que veicula"

http://enecos.org/3cfpcom/

• Objetivos 

Formar militantes que sejam orgânicos e que tenham compreensão da estratégia de transformação social para que atuem de forma tática no campo da educação e na construção de novos valores, fortalecendo o movimento estudantil de comunicação (Mecom).

• A Fábrica Ocupada Flaskô.

A Flaskô é uma fábrica de transformação de plástico. Produz vários modelos de embalagens industriais, chamados de tambores ou bombonas. Tem cerca de 90 trabalhadores atualmente, mas chegou a ter 600 em seu auge. Foi fundada no final dos anos 70 e pertencia à Corporação Holding do Brasil (CHB). Em 12 de junho de 2003, ou seja, há quase dez anos atrás, os trabalhadores da Flaskô tomaram uma decisão histórica: resolveram assumir o controle administrativo, financeiro e operacional da fábrica para defender seus empregos e direitos, além do próprio local de trabalho, as máquinas e equipamentos. Decidiram ocupar a empresa e colocá-la a produzir sob controle deles mesmos. Até hoje a fábrica é ferida por trabalhadores e muitas famílias também moram no local. Durante todos estes anos os trabalhadores da Flaskô vem sofrendo diversas ameaças, como acções judiciais e problemas financeiros. Cumpre ressaltar que a escolha do local-sede se deu pela compreensão da fundamental importância dos/as estudantes saírem do ambiente acadêmico no seu processo de formação e entrar em contato com outras realidades, aproximando, assim, o movimento estudantil de comunicação de outros movimentos sociais.